top of page
  • Foto do escritorWilson Ferreira

Alopecia Androgenética em Mulheres: Entendendo a Perda de Cabelo Feminina

A alopecia androgenética, comumente conhecida como calvície, é um problema que muitas vezes é associado aos homens. No entanto, essa condição também afeta significativamente as mulheres, embora de maneira um tanto diferente. Vamos explorar mais sobre a alopecia androgenética em mulheres, incluindo suas causas, sintomas e opções de tratamento.


O Que É Alopecia Androgenética?

A alopecia androgenética é uma forma hereditária de queda de cabelo que ocorre devido a fatores genéticos e hormonais. Ela é caracterizada pela perda gradual e progressiva de cabelo, geralmente começando na região frontal ou no topo da cabeça. Nos homens, isso é frequentemente chamado de "calvície de padrão masculino", enquanto nas mulheres, é muitas vezes chamado de "calvície de padrão feminino".


A Alopecia Androgenética em Mulheres:

Ao contrário dos homens, a alopecia androgenética em mulheres tende a ser mais difusa. Ela pode começar em qualquer idade, embora seja mais comum após a menopausa. As mulheres com essa condição geralmente não desenvolvem áreas completamente calvas, mas notam um afinamento progressivo dos cabelos, especialmente na parte superior da cabeça. Os cabelos se tornam mais finos e menos densos ao longo do tempo.


Causas:

As causas da alopecia androgenética em mulheres estão relacionadas a fatores hormonais e genéticos. A principal causa é a sensibilidade dos folículos capilares ao hormônio dihidrotestosterona (DHT), que é uma forma mais potente da testosterona. O DHT encurta o ciclo de crescimento do cabelo e faz com que os cabelos fiquem mais finos com o tempo.


Sintomas:

Os sintomas da alopecia androgenética em mulheres incluem:

  1. Afinamento progressivo do cabelo na parte superior da cabeça.

  2. Aumento da visibilidade do couro cabeludo.

  3. Perda de volume e densidade capilar.

  4. Cabelos mais frágeis e quebradiços.

  5. Possível aumento da queda de cabelo ao pentear ou lavar.

Tratamento:

Embora a alopecia androgenética em mulheres não tenha cura definitiva, existem opções de tratamento que podem ajudar a retardar a progressão da queda de cabelo e melhorar a aparência dos fios remanescentes. Alguns tratamentos comuns incluem:

  1. Minoxidil: Um medicamento tópico que ajuda a estimular o crescimento capilar e a prolongar o ciclo de crescimento dos cabelos.

  2. Finasterida: Um medicamento oral que pode ser prescrito para mulheres com alopecia androgenética em casos graves.

  3. Laser de Baixa Intensidade: Terapias a laser, como o laser de baixa intensidade, têm mostrado benefícios na promoção do crescimento capilar.

  4. Transplante Capilar: Em casos avançados, o transplante capilar pode ser uma opção para restaurar a densidade capilar.

  5. Cuidados com o Couro Cabeludo e Estilo de Vida Saudável: Manter um estilo de vida saudável, reduzir o estresse e cuidar do couro cabeludo também são importantes para minimizar a queda de cabelo.

Conclusão:

A alopecia androgenética em mulheres é uma condição comum que pode afetar a autoestima e a confiança. No entanto, com diagnóstico precoce e opções de tratamento adequadas, muitas mulheres podem retardar a progressão da perda de cabelo e manter uma aparência saudável. É importante consultar um dermatologista ou especialista em cabelos para discutir as melhores opções de tratamento, adaptadas às necessidades individuais.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Terapia Capilar: Revolucionando os Cuidados com o Cabelo

A terapia capilar é uma abordagem holística para manter o cabelo saudável e vibrante. Com a crescente conscientização sobre a importância do cuidado com o couro cabeludo e o cabelo, a terapia capilar

Commentaires


bottom of page